Como escolher uma dermatologista para fazer sua harmonização facial

17 de setembro de 2019 0

O sucesso do procedimento estético depende muito da escolha de um profissional especializado na técnica   Realizar procedimento no rosto de um paciente é algo de muita responsabilidade. Qualquer ação mal planejada pode trazer consequências desastrosas, que pode interferir em sua saúde física e emocional. A Harmonização Facial é muito bem-vinda, ela pode trazer benefícios

Como-escolher-uma-dermatologista-para-fazer-sua-harmonização-facial.jpeg

O sucesso do procedimento estético depende muito da escolha de um profissional especializado na técnica

 

Realizar procedimento no rosto de um paciente é algo de muita responsabilidade. Qualquer ação mal planejada pode trazer consequências desastrosas, que pode interferir em sua saúde física e emocional.

A Harmonização Facial é muito bem-vinda, ela pode trazer benefícios enormes (sou apaixonada!), desde que seja realizada de forma estratégica, por alguém que tenha muita habilidade, conhecimento da técnica e bom senso.

É por isso que resolvi escrever este texto. Acho importante que, antes de você decidir por harmonizar seu rosto, você entenda um pouco mais sobre o assunto, saiba escolher um bom profissional e cobrar dele o resultado prometido.

Lembrando que, pior do que um resultado artificial, é ter um vaso atingido por uma agulha mal inserida. E esses riscos dificilmente você correrá se estiver nas mãos de um bom profissional.

Como acontece a Harmonização facial?

Para saber melhor o que esperar, aqui vai como ele é realizado.

 

Tudo começa com uma análise detalhada do rosto feita pelo dermatologista. Nela, é observada a estrutura facial existente e são identificados os “postos-chave” para alcançar o resultado esperado pelo paciente (dentro do possível).

 

Após isso, o profissional recomenda o uso de uma ou mais técnicas estéticas de acordo com o seu caso e objetivo. Algumas das principais são:

 

 

Com esse conjunto de procedimentos podemos rejuvenescer a pele e trazer simetria para o rosto como um todo, tratando por exemplo:

  • Falta de volume em áreas como a maçã do rosto, queixo, mandíbula, lábios e têmporas;
  • Amenizar papada, olheira e bigode chinês;
  • Empinar o nariz e corrigir o ossinho proeminente (desde que não seja muito saltado);
  • Amenizar rugas e sulcos;
  • Afinar o rosto.

Mas todas essas modificações têm limites e o senso de estética e bom senso do médico nessas horas é fundamental.

 

Contraindicações e possíveis complicações da harmonização facial

 

Geralmente essa parte deve ser esclarecida antes de qualquer escolha de procedimento, nas consultas iniciais. Mas para que você saiba de antemão:

 

  • O ácido hialurônico: usado para fim de preenchimento é um composto natural que também é produzido pelo nosso corpo, o que deixa quase nulas as chances de reação ou alergias. No entanto, ele não deve ser aplicado em áreas de feridas, inflamações, doenças da pele ou onde há um implante permanente. Também não é indicado para pessoas com problemas de coagulação, gestantes, ou com uma hipersensibilidade já conhecida a algum composto dele. 

 

  • Os bioestimuladores: são contraindicados para pessoas com doenças autoimunes ou debilitantes, alérgica a anestésicos, grávidas ou lactantes.

 

Todos os produtos e procedimentos estão sujeitos à possibilidade (mesmo que pequena) de alguma complicação ou reação. Por isso, para minimizar ainda mais os riscos, é importante que você escolha um bom profissional médico para realizar esse procedimento.

 

E caso você queira saber como ter sucesso nessa busca, confira minhas dicas a seguir.

 

Dicas para escolher um bom dermatologista para a sua harmonização facial

 

Afinal, são tantos profissionais disponíveis, que escolher um pode ser uma tarefa árdua. Mas ao realizar essa procura, algumas práticas valiosas são:

 

  • Procurar o número do profissional no conselho regional de medicina (CRM) e Registro de Qualificação de Especialista (RQE): basta procurar as entidades do seu estado com o nome completo do médico que está considerando.

 

  • Procure profissionais que realizem esse procedimento há muito tempo: quanto maior o nível de experiência do médico com as técnicas escolhidas, menor a chance de complicações.

 

  • Marque uma primeira consulta com mais de uma opção: confira se o discurso dos profissionais está alinhado, se a sua saúde está sendo colocada como prioridade desde o início e se não estão sendo feitas “promessas irreais”.

 

  • Observe o atendimento desde o começo: como o profissional sana os seus receios e dúvidas, são aspectos importantes para te deixar mais confortável antes dos procedimentos e após, na hora de realizar os cuidados.

 

  • Seja paciente: Você pode estar se sentindo ansioso pelos resultados, mas deve controlar esses sentimentos para priorizar uma busca detalhada.

 

Assim, você verá a importância e diferença que um bom profissional dermatologista poderá fazer não só nesse processo, mas na sua beleza e autoestima.

 

E então, já está se sentindo mais tranquilo? Ainda tem algumas dúvidas? Então entre em contato comigo para um agendamento! Será um prazer te atender!


Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *


2020® Dra. Luciana Costa - Todos os Direitos Reservados