Harmonização facial deve ser realizada por médico

5 de junho de 2019

Saiba quais são os riscos que você pode estar exposto caso queira se aventurar a realizar o procedimento com quem não é especialista no assunto   Tenho visto na internet e redes sociais coisas bizarras que têm sido realizadas em nome da harmonização facial. E não estou me referindo a rostos exageradamente preenchidos, mas também

29-maio-blog-site.jpg

Saiba quais são os riscos que você pode estar exposto caso queira se aventurar a realizar o procedimento com quem não é especialista no assunto

 

Tenho visto na internet e redes sociais coisas bizarras que têm sido realizadas em nome da harmonização facial. E não estou me referindo a rostos exageradamente preenchidos, mas também a complicações graves.

 

Isso porque, ao contrário do que as pessoas pensam, a harmonização facial tem complexidades. Injetar algo no rosto, sem ter conhecimento de onde se localizam vasos, veias e musculatura pode acabar em um acidente bastante grave.

 

 

Riscos da harmonização facial

 

Imagem da internet – Jornalista Priscilla Aguiar de 33 anos

 

Quando a pessoa realiza harmonização facial sem certificar-se de que o profissional é especialista, ela corre o perigo de sofrer as seguintes reações:

 

 

Choque anafilático

 

Esta reação alérgica grave pode acontecer quando o profissional utiliza um produto do qual o paciente tem alergia. Por isso, é imprescindível que o médico analise a situação do indivíduo de forma completa antes de indicar qualquer tratamento.

 

 

Lesões na pele

 

Reações urticariformes podem ser causadas por algum tipo de alergia também.

 

 

Cicatrizes

 

Decorrentes de um procedimento realizado da maneira incorreta.

 

 

Deformidades

 

Causadas pela falta de especialização do profissional.

 

 

Infecção

 

Consequência da má higienização do local ou reutilização de materiais que deveriam ser descartáveis.

 

 

 

Necrose do tecido

 

Quando o produto é aplicado no ponto incorreto, pode causar falta de circulação sanguínea e levar a região a sofrer com necrose.

 

 

Cegueira

 

A área dos olhos é muito vascularizada. Caso o profissional não tenha vasto conhecimento em anatomia, pode perfurar alguma veia ou vaso, causando perda de visão do paciente.

 

 

Motivos para fazer harmonização facial com um médico especialista

 

 

Claro que todos estes riscos podem acontecer com um médico também. No entanto, entenda a diferença de um dermatologista especialista:

 

  1. Conhece muito bem a anatomia humana, pode solicitar biopsia e socorrer o paciente caso o tratamento não seja conduzido como foi previsto;
  2. Está apto para diagnosticar doenças de pele e tratá-las de maneira adequada;
  3. Um dermatologista especialista passa nove anos estudando afundo a anatomia de todo o corpo humano e doenças relacionadas a sua área. Além disso, participa de congressos mundo a fora para se atualizar a respeito das novidades na área da estética.

 

Tudo isso com o intuito de oferecer um tratamento cada vez mais completo e moderno para os pacientes.

 

 

Qual a forma correta de realizar o procedimento

 

Este tipo de procedimento pode ser realizado no consultório mesmo. Sem necessidade de internação ou repouso.

 

No entanto, é necessário que o paciente fique atento a higiene do ambiente. Além de certificar-se de que os materiais utilizados são descartáveis.

 

O médico precisa mostrar todos os itens que vai utilizar no seu tratamento, deixar bem clara a marca e expor que estão lacrados.

 

Sem contar que é essencial destacar qual será o seu plano de tratamento. Afinal, o paciente precisa estar a par de todo processo.

 

Geralmente, o médico tem um assistente para auxiliá-lo em todo procedimento. Entretanto, este assistente não está apto para realizar a harmonização facial.

 

 

Como saber se o médico é especialista

 

Se você se consultou com o médico, mas ainda não tem certeza que ele possui o título de especialista, é simples! Vou te ensinar o passo a passo para você saber se o profissional é mesmo um especialista.

  1. Entre o site: cremego.org.br/index.php?option=com_medicos (este site é válido apenas para profissionais cadastrados no CRM de Goiás. Caso o profissional seja cadastrado em outro CRM, é necessário acessar o site da outra autarquia);
  2. Preencha o nome completo do profissional e o número do CRM;

Prontinho! Vai aparecer a especialidade dele que está registrada no CRM da sua região

2020® Dra. Luciana Costa - Todos os Direitos Reservados